Como surgiu a WiN

Em 1988, no primeiro Public Information Materials Exchange (PIME), foram discutidos programas de informação para mulheres com apenas três "mulheres nucleares" presentes. No segundo PIME em 1989, uma mesa redonda composta por seis mulheres e um homem debateu o tema mulheres e energia nuclear. Este foi o ponto de partida para um ano depois, em janeiro de 1990, o comitê de informação da ENS organizar uma reunião especial chamada "Mulheres e Energia Nuclear" presidida por Agneta Rising (Suécia) em Ascona, Suíça. A partir de então, em cada encontro PIME, o comitê de informação abriu espaço para uma reunião dedicada ao intercâmbio sobre as diferentes abordagens do trabalho das mulheres em vários países. Mas, de fato, estas reuniões de mulheres eram apenas um apêndice do PIME.

 

Somente na primeira reunião especial em maio de 1992 em Helsinki, organizada pelo grupo finlandês "Canal de Energia", foi estabelecida a WiN. Em sua primeira assembleia, em novembro de 1992 em Zurique, elegeu Irene Aegerter (Suíça) como sua presidente. Ela adotou a Carta WiN e estabeleceu o programa de trabalho informativo para 1993, que inclui a reunião constitucional da Organização WiN no dia da abertura do PIME'93 em Karlovy Vary, República Tcheca, em 31 de janeiro, a reunião anual da WiN em Paris, de 7 a 9 de julho: o boletim WiNFO quatro vezes por ano e um Prêmio WiN.

Siga nossas redes sociais

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram